Jullyana Alencar - ANDE

Técnica de Bocha do RJPS é convocada para a seleção brasileira

06/02/2022

Jullyana Alencar irá participar da 2ª Fase de Treinamento da Ande, de 17 a 22 de fevereiro, no CT Paralímpico em São Paulo A técnica de bocha da RJPS para as classes BC1 e BC2 foi convocada pela Ande (Associação Brasileira de Desporto para Deficientes) para a 2ª Fase de Treinamento da Seleção Brasileira, que será realizada de 17 a 22/2, no CT Paralímpico, em São Paulo. Essa é a terceira convocação da técnica do Rio. A primeira vez foi em dezembro do ano passado para a Fase de Treinamento que antecedeu à Copa América da Modalidade e para o próprio torneio. No último campeonato brasileiro da modalidade, Jullyana foi a técnica de três dos quatro atletas do Rio de Janeiro participantes da competição: o experiente Lucas Araujo (BC2) e o estreante Alan Daniel (BC1) no masculino e Natasha Freitas (BC2) no feminino. “Estou mais uma vez muito feliz e honrada em poder contribuir com a seleção brasileira. Cada convocação é uma nova oportunidade para aprender e trocar experiências com os profissionais e atletas de diferentes locais e histórias. Essa ‘imersão’ é fundamental para o desenvolvimento da modalidade”, comenta Jullyana. Na segunda convocação, que foi em janeiro deste ano, além da técnica, o Rio de Janeiro Power Soccer também se honrou de ter o atleta Lucas Araujo entre os convocados para a Fase de Treinamento. Mesmo em período de férias, alguns atletas, entre eles o Lucão, e parte da comissão técnica da equipe carioca preferiram não tirar férias. Isso porque além do campeonato nacional, neste ano teremos o Mundial de Bocha, em dezembro, aqui no Rio de Janeiro. A equipe de bocha do Rio de Janeiro treina às terças e quintas-feiras pela manhã e no sábado à tarde no CIAGA, Centro de Instrução Almirante Graça Aranha, na Zona Norte da cidade, por meio do Projeto João do Pulo. As duas modalidades desenvolvidas pelo clube (futebol em cadeira de rodas e a bocha paralímpica) são patrocinadas pela Assim Saúde.

Leia mais

Rio de Janeiro tem três atletas classificados para o Brasileiro de Bocha 2021

15/10/2021

Duas dessas vagas foram garantidas na Seletiva de Bocha adaptada, realizada no dia 9/10, na Arena da Juventude, em Deodoro (RJ)

Leia mais

Libertadores Boccia Battle encerrou o ciclo de torneios on-line

29/11/2020

Torneio de Boccia Online na qual participaram times do Brasil e Argentina – ADD, Barueri, San Jeronimo e RJ Bocha

Leia mais

RJPS retoma treinos de power soccer de forma híbrida

21/11/2020

Clube fará um protocolo para o calendário 2021 com base em dois treinos-testes. O primeiro foi dia 14/11 e o segundo será dia 28/11, ambos no CIAGA

Foram 36 semanas de treinos exclusivamente onlines até que os atletas pudessem voltar à quadra. Ainda que de forma híbrida, ou seja, uma parte presencial e outra remota, no último sábado, 14/11, uma pequena parte da equipe de power soccer do Rio de Janeiro se reencontrou na quadra do CIAGA (Centro de Instrução Almirante Graça Aranha), na Zona Norte da cidade, enquanto o restante do time acompanhava as orientações do treino por videoconferência.

Leia mais

Rio Power Soccer retoma treino presencial de bocha após 33 semanas

01/11/2020

231 dias. 33 semanas. Sete meses e 17 dias. Esse foi o tempo em que a equipe de bocha paralímpica do Rio de Janeiro Power Soccer treinou por videoconferência durante o período mais crítico da pandemia da Covid-19. O retorno aos treinos presenciais aconteceu no último dia 24 de outubro na quadra do CIAGA (Centro de Instrução Almirante Graça Aranha), na Zona Norte da cidade, com a presença de quatro atletas e o cumprimento de todos os protocolos de segurança.

Leia mais

2ª edição do Boccia Battle teve participação de Rio Power Soccer, ADD e SDPD- Barueri

03/09/2020

Depois do sucesso da 1ª edição, o próximo Torneio Boccia Battle teria que ser ainda mais desafiador. E assim foi. Junto com as equipes ADD Bocha e SDPB-Barueri, ambas de São Paulo, o RJPS Bocha reuniu 25 atletas para um inédito torneio online interclubes de bocha paralímpica. A competição aconteceu durante o mês de agosto com os atletas conectados ao aplicativo que leva o nome do torneio – além de muitoooooo papo pelo WhatsApp. Interatividade, diversão e frio na barriga como aquele que dá antes da entrada na quadra. Essas formam as principais sensações descritas pelos atletas. “O torneio online possibilitou um momento de lazer em meio a essa pandemia que estamos passando. Muitos não se conheciam, foi um sopro de ânimo para todos que estão em casa há quase seis meses. Deu para matar um pouco a saudade da modalidade e reviver o clima de competitividade”, comenta Melissa Macedo, técnica da classe BC3 do RJPS e idealizadora do torneio. As palavras da Melissa se repetem nas avaliações de Panda Sene, técnico da ADD, e de Caio Oliveira, coordenador e técnico do SPDB-Barueri, parceiros neste torneio. Para Panda, a competição interclubes foi importante para mostrar que independente da classe, a bocha é uma modalidade de muito trabalho mental e que o jogo precisa ser muito pensado. O Boccia Battle reproduz virtualmente as situações de jogo que acontecem em um jogo convencional com a presença dos atletas na cancha e isso traz para muitos atletas a ansiedade que sentem antes de seus jogos na câmara de chama. “Embora o torneio tivesse como objetivo a interação entre os atletas, a vontade de vencer existe no sentimento de cada um. Pude perceber isso de um atleta que, atento para desempenhar um bom papel durante o jogo, cuidou dos mínimos detalhes, seguindo um ritual de preparação que atletas de alta performance carregam”, conta Caio Oliveira, responsável pela modalidade na equipe de Barueri. Entre os 25 participantes, tinham atletas novatos que nunca participaram de um jogo. Melissa Macedo cita o caso de Nathalia Silva, que ainda nem conhece seus companheiros de equipe porque ingressou no Rio Power Soccer durante a pandemia, e o 2º Boccia Battle significou o retorno à modalidade. O aplicativo veio para ser um facilitador no processo de ensino e aprendizagem. E no meio do caminho também surgem novas situações que só com o tempo e aprendendo uma nova forma de conhecer os atletas é que os técnicos vão saber lidar. “Alguns atletas me mandavam mensagens perguntando sobre os outros atletas e isso era engraçado porque como técnico eu não sabia muito o que dizer, pois isso de “dar dicas” sobre os atletas antes dos jogos a gente faz presencial por conhecer como alguns jogam, mas virtual para eu como técnico era só torcer mesmo, esperando que se divertissem e pudesse interagir com outros atletas tendo as mesmas sensações de um jogo presencial”, confessa Panda. A competição terminou com o pódio (virtual), mas todos ganharam atletas, professores e as equipes de forma geral. “Sem o trabalho dos professores e a dedicação deles com os atletas não seria possível a gente manter à […]

Leia mais

Igor Barcelos é campeão da 1ª edição do Boccia Battle RJPS

02/07/2020

No último dia 25 de junho, Igor Barcelos, BC1, se consagrou o campeão do I Boccia Battle RJPS. A disputa pelo ouro foi contra Lucas Dutra, BC3. Em terceiro lugar ficou Pedro Henrique, BC3, que superou Lucas Araújo, BC2. O torneio foi realizado online, por meio de um aplicativo de celular que leva o mesmo nome da competição, durante uma semana. Quatorze atletas, divididos em quatro chaves, participaram da competição. Atleta da seleção brasileira de bocha e o jogador da equipe de futebol em cadeira de rodas do RJPS, Igor viu essa iniciativa com bons olhos. “o jogo mesmo sendo online é muito válido, pois além de propiciar uma maior interação entre os participantes, que nesse período estão todos em casa, faz pensar rapidamente em situações de jogo que podem aparecer nos campeonatos”, comenta. Na briga pelo ouro estava também Lucas Dutra, campeão das Paralimpíadas Escolares 2019, competição realizada pelo Comitê Paralímpico Brasileiro. Feliz com a prata no peito, o jogador conta que não conhecia o aplicativo e soube que ele era bem popular entre praticantes da modalidade. “A iniciativa foi muito agregadora. Durante esse período de isolamento social, os treinos e as partidas foram momentos de muita integração entre a equipe. E ainda pude conhecer uma nova ferramenta de treino”. Em terceiro lugar ficou Pedro Henrique. Veterano no futebol em cadeira de rodas com alguns títulos na carreira, Pedrinho começou na bocha apenas neste ano, ou seja, já soma mais treinos à distância do que presenciais, conquistou o bronze numa disputa com o atleta de seleção brasileira Lucas Araújo. “Fiquei bastante feliz na disputa com o ‘Lucão, ele é um cara que entende muito de bocha e está sempre ensinando a gente”, afirma. E acrescenta “deu pra matar um pouco a saudade de estar participando de um campeonato” . Assim como os parceiros de pódio, Igor também descreve positivamente essa inédita ação do Rio de Janeiro. “Uma das principais características que notei quando entrei no clube para jogar power soccer foi essa capacidade de transformar rapidamente uma ideia em prática. Esse torneio já está servindo de exemplo e outros clubes estão se inspirando para fazer também”, revela.

Leia mais

Rio Power Soccer comemora título da Champions Cup com feijoada

20/09/2019

Em comemoração pela conquista da primeira edição da Champions Cup, o Rio de Janeiro Power Soccer Clube realizou, neste domingo (15), a tradicional FeijoAlba, que reuniu atletas, ex-atletas, comissão técnica e familiares, na Zona Sul da cidade. O evento, realizado pelo clube desde 2016, foi idealizado por Alba Valéria, mãe do atleta Bruno Carvalho, que ficou responsável por preparar a deliciosa feijoada e acompanhamentos para servir as cerca de 60 pessoas presentes, que contribuíram com um valor simbólico para que tudo fosse possível. Segundo Alba, apesar de todo o trabalho que a preparação dos quitutes dá, ela se diz honrada e realizada em poder estar retribuindo todos os bons momentos que o clube proporciona a ela e sua família durante todo o ano. “Apesar do trabalho, a FeijoAlba foi preparada com muito carinho para homenagear os atletas e mostrá-los que estamos muito orgulhosos com o feito que eles alcançaram. E nada melhor do que uma refeição como essa para juntar a família Rio Power Soccer todinha”, afirma Alba. Além da comida, o encontro também teve música ao vivo, com a presença dos intérpretes de MPB Luciano Rosa e Guilherme Ligieiro, distribuição de brindes, fotografia, com os nossos apoiadores da Kaptimagem Katarine Almeida e Germando Silva e, é claro, muita conversa e confraternização entre todos os participantes. Recém-chegado ao clube, o experiente jogador de power Soccer Jeronimo Eichler revela ter se maravilhado com a Feijoalba e considera o momento como muito importante para aumentar a união entre a equipe. “Gostei muito da FeijoAlba. Primeiro porque foi muito bem organizado. Segundo porque foi muito legal reunir a galera num ambiente mais descontraído, fora daquele clima de competição. Além disso, foi excelente comemorar o título de um campeonato que nos dedicamos tanto”, conta Jeronimo.          

Leia mais

Seleção Brasileira, 3 atletas do RJPS estão entre os convocados para a Américas Cup

05/08/2019

Entre os selecionados, estão Bernardo Borges, Lucas Dutra Fernandes e Pedro Henrique Grosso A Américas Cup reunirá, além do Brasil, as seleções de Argentina, Canadá, Estados Unidos e Uruguai. Será a primeira versão deste campeonato e acontecerá nos dias 7 e 8 de agosto no velódromo no Rio de Janeiro. É um campeonato de suma importância para as Américas pois é dele que sairão as três seleções que farão parte da quarta edição da Copa do Mundo de Power Soccer, a ser realizada em Sydney, na Austrália, em 2021. Goleiro da Seleção Brasileira e do Rio de Janeiro Power Soccer Clube, Pedro Henrique Grosso vê com bons olhos as chances do Brasil se classificar para o Mundial. “Estou muito feliz em poder representar o Brasil em mais um campeonato pelo terceiro ano consecutivo e estou muito confiante para o torneio. Acredito que se entrarmos com bastante garra e concentração, sem dúvidas estaremos entre os três primeiros e, assim, garantiríamos uma das vagas para a Copa”, prevê o goleiro. O Brasil estreia na competição contra o Uruguai, às 10h30 do dia 7. No mesmo dia, às 13h30, a seleção brasileira encara os Estados Unidos. Já no dia seguinte, os jogos serão contra Argentina e Canadá, às 10h30 e às 15h, respectivamente. A entrada para o evento será gratuita. Confira a lista completa dos oito atletas da Seleção Brasileira que irão disputar a Americas Cup: Bernardo Borges (RJPS), Daiane Nascimento (NOHO), Darci Júnior (LOCOMOTIVA), Igor Gomes (NOHO), Lucas Dutra (RJPS), Lucas Neves (NOVO SER), Luis Fernando (NOVO SER) e Pedro Henrique (RJPS) Tabela do Jogos:  

Leia mais

Conheça os 8 jogadores convocados para a CHAMPIONS CUP

03/08/2019

Rio Power Soccer divulga lista de participantes da I Champions Cup, veja quem são A comissão técnica do Rio de Janeiro Power Soccer Clube definiu a listagem dos oito jogadores que representarão a equipe na primeira edição da APFC Champions Cup no Velódromo do Parque Olímpico, na Barra da Tijuca, nos dias 9 e 10 de agosto. Os convocados são: Alan Daniel, Bernardo Borges, Bruno Carvalho, Daniel Vizeu, Jeronimo Eichler, Lucas Dutra Fernandes, Pedro Henrique Grosso e Rafael Lellis. A equipe carioca estreia na fase classificatória — que será realizada no sistema todos contra todos — contra o uruguaio Huracán de Carrasco, às 11h05. Em seguida, às 12h55, enfrenta o Sudden Impact, representante dos Estados Unidos. Encerrando o primeiro dia de jogos, o clube do Brasil encara o argentino Tigres de Pacheco, às 16h55. A última fase será realizada no segundo dia, das 11h às 16h30, horário da finalíssima. A entrada para o evento será gratuita. Confira a seguir o perfil de cada um dos atletas convocados para participar da competição.   Alan Daniel O camisa 2 do Rio Power Soccer tem 41 anos e começou a jogar em 2015. Logo em seu primeiro ano de esporte, Alan competiu na primeira edição da Copa Powerchair Libertadores em Montevidéu, no Uruguai, e também do IV Campeonato Brasileiro, no qual conquistou o segundo lugar. Também participou da Défi Sportif Altergo, em Montreal, no Canadá, em 2016, e das copas Powerchair Libertadores de 2016, 2017 e 2018. Além, é claro de ter competido nos campeonatos brasileiros de 2016, 2017, 2018, tendo conquistando o título nas duas últimas edições. Bernardo Borges O camisa 7 do time carioca tem 24 anos e é jogador do Rio Power Soccer desde 2017. Porém, sua história no Power Soccer começa bem antes, em 2011, ano em que a modalidade chegou ao Brasil. Bernardo estreou competitivamente em 2012 na primeira edição do Campeonato Brasileiro e está na Seleção Brasileira desde sua criação, em 2014, tendo participado do I Mundialito das Américas de Power Soccer e de três Copas Sul-Americanas. Em seu hall de títulos, estão cinco títulos do Campeonato Brasileiro e uma Copa Powerchair Liberadores, na qual foi escolhido o melhor jogador. Bruno Carvalho O camisa 5 do Rio Power Soccer tem 29 anos e começou a praticar a modalidade em 2014. Sua estreia como atleta competitivo foi na terceira edição do Campeonato Brasileiro e não poderia ter sido melhor: foi campeão do torneio logo em seu primeiro ano de Power Soccer. Em seguida, participou de mais quatro edições do Brasileiro, tendo conquistado o segundo lugar em 2015 e 2016 e o título em 2017 e 2018. Internacionalmente, participou da Copa Powerchair Libertadores em 2015 e 2017, de duas edições do Défi Sportif Altergo, em 2015 e 2016, e de uma Copa Sul-Americana pela Seleção Brasileira, em 2017. É considerado a principal liderança do time, sempre vibrando muito dentro de quadra e incentivando seus companheiros. Daniel Vizeu O goleiro e camisa 31 do Rio Power Soccer, apesar de seus 39 anos, é o novato da equipe, tendo começado a jogar em meados de 2016. Mas isso não é sinal […]

Leia mais